Reunião com a Direção do Campus e Conselhos de Centro

Aconteceu nesta tarde de terça-feira reunião com a Direção do Campus de Marechal Cândido Rondon e representantes dos Conselhos de Centro. Após esclarecimentos sobre todos os detalhes do processo de viabilização da Conae Municipal, foi definida a data de 21 de Maio de 2013 para a realização da Conferência Livre onde serão debatidos os 7 (sete) eixos temáticos predefinidos.

Da esquerda para a direita: professores Paulo Kolling, Gustavo André Borges, Clarice Lottermann, Terezinha Correa Lindino e Márica Sipavicius Seide

Da esquerda para a direita: professores Paulo Kolling, Gustavo André Borges, Clarice Lottermann, Terezinha Correa Lindino e Márica Sipavicius Seide

Serão formados Grupos de Trabalho, um para cada eixo, a serem coordenados pela equipe cujos nomes foram indicados nessa reunião, dentre os quais, alguns dependem de aceite para confirmação:

–>GT1-Eixo I: O Plano Nacional de Educação e o Sistema Nacional de Educação: organização e regulação. Coordenação: Professoras Terezinha Correa Lindino e Vanda Moreira Martins;

–>GT2-Eixo II: Educação e diversidade: justiça social, inclusão e direitos humanos. Coordenação: Professores Marcos Luis Ehrhardt e Gustavo André Borges;

–>GT3-Eixo III: Educação, trabalho e desenvolvimento sustentável: cultura, ciência, tecnologia, saúde, meio ambiente. Coordenação: Professores Wilson João Zonin e José Carlos Mendes (Spock);

–>GT4-Eixo IV: Qualidade da Educação: democratização do acesso, permanência, avaliação, condições de participação e aprendizagem. Coordenação: Professoras Clarice Lottermann e Carmem Elisa Henn Brandl;

–>GT5-Eixo V: Gestão Democrática, Participação Popular e Controle Social. Coordenação: Professores Paulo Kolling, Davi Félix Schreiner e Diretores de Centro;

–>GT6-Eixo VI: Valorização dos Profissionais da Educação: formação, remuneração, carreira e condições de trabalho. Coordenação: Professores Antonio Bosi e Aparecida Darc de Souza;

–>GT7-Eixo VII: Financiamento da Educação: gestão, transparência e controle social dos recursos. Coordenação: Professores Juarez Bortolanza e José Angelo Nicácio.

Da esquerda para a direita: Professoes Gustavo André Borges, Clarice Lottermann, Terezinha Correa Lindino, Márcia Sipavicius Seide, Davi Félix Schreiner, Vanda Moreira Martins, Ivonete Pereira e .....

Da esquerda para a direita: Professoes Gustavo André Borges, Clarice Lottermann, Terezinha Correa Lindino, Márcia Sipavicius Seide, Davi Félix Schreiner, Vanda Moreira Martins, Ivonete Pereira e …..

A Conferência é aberta a toda comunidade acadêmica, todavia, definiu-se pela convocação para representação mínima: 2 (dois) professores de cada Colegiado de Curso; 2 (dois) funcionários; Pelo menos 1 (um) aluno indicado pelos CA´s, para cada GT.

Cada GT deverá ter, além dos coordenadores, um relator a ser escolhido no início dos trabalhos para registrar as emendas debatidas e sugeridas pelo grupo e relata-las no plenário para registro final a ser realizado pelos Relatores Gerais (Professora Rita Maria Decarli Bottega e nomes a serem ainda definidos).

Ficou acordado que o Contato com o DCE (Diretório Central dos Estudantes) será realizado pela Professora Ivonete Pereira, assessora pedagógica do Campus de Marechal Cândido Rondon.

Estiveram presentes na reunião os seguintes representantes:

Paulo Kolling (diretor do Campus); Rita Maria Decarli Bottega (coordenadora do NUFOPE Local); Clarice Lottermann (CCHEL); Gustavo André Borges (CCHEL); Marcos Luis Ehrhardt ( História); Vanda Moreira Martins (Geografia); Carmem Elisa Henn Brandl (Educação Física); Juarez Bortolanza (CCSA); Ivonete Pereira (assessora Pedagógica do Campus/História); Márcia Sipavicius Seide (Letras); Davi Félix Schreiner; Nardel Luiz Soares da Silva (Agronomia); Maria do Carmo Lana (Agronomia).

 

 

Documentos para estudo enviados pela SMED

Recebidos documentos enviados hoje, por e-mail, pela Secretaria Municipal de Educação. Trata-se do Texto Orientador que já havíamos levado em mãos na primeira reunião, com exceção da “Apresentação” que é a impressão em pdf de um conjunto de Slides preparados com base nas Instruções para a CONAE Municipal, documento base já compartilhado, e do “Regimento interno” que é a versão Estadual. Valeria a pena dar uma olhada também neste último, por motivos óbvios.

Informe geral sobre a data de 29 de Maio prevista para a Conferência Municipal

Em conversa telefônica com a professora Lisete, da SMED, soube agora pela manhã que a Secretaria Municipal fará hoje a divulgação através da imprensa indicando o dia 29 de Maio 2013 como data oficial de realização da Conferência Municipal. A matéria já estaria pronta.

Em nova conversa por telefone, também nesta manhã, argumentei com a profa. Lisete que de acordo com o cronograma oficial divulgado pelo Governo do Estado do PR, os municípios teriam até o dia 30 de Junho de 2013 para realizar as Conferências municipais e que, na primeira reunião da Comissão Organizadora, no dia 18 último, essa data não ficou definitivamente firmada, permanecendo aberta com possibilidade de que a CONAE Municipal pudesse ser realizada durante o mês de Junho, garantindo-se mais tempo para as Conferências Livres.

A profa. Lisete informou que conversou com a profa. Marta e que isto poderia ser revisto. Solicitei para que se anunciarem uma data, que o façam frisando que não é ainda definitiva.

Calendário Geral – Atualizando informações

Atualizando informações:

I – Calendário Geral:
A CONAE II, em nível Federal, acontecerá em Fevereiro de 2014;

1. As Os municípios tem até 30 de Junho de 2013 como data final para a realização das Conferências Municipais e intermunicipais (e não até 30 de Maio, como pretende a Secretaria de Educação do Município de Marechal Candido Rondon);

2. Os Municípios terão até 05 de Julho de 2013 para enviar as Emendas para a Comissão de Monitoramento e Sistematização;

3. A CONAE Estadual acontecerá na primeira quinzena de Setembro 2013;

4. A CONAE 2014, em Brasília, acontecerá entre 17 e 21 de Fevereiro de 2014.

Cronograma Específico (a partir do que já foi definido pela Secretaria Municipal de Educação, em diálogo com os representantes):

—>11-04-2013 – Primeira Reunião com a Comissão que representa os diferentes segmentos da sociedade no Município. -> Já ocorreu;

—>23-04-2013 – Segunda Reunião a partir de Convocação de Diretores de Escolas Municipais e Estaduais(a partir do Núcleo de Educação do Estado no Município e da Secretaria Municipal de Educação) -> Já ocorreu.

—>03-05-2013 – às 18:30h – Reunião da Comissão Organizadora da CONAE municipal, com o prof. Flávio Scherer; – Local: Igreja de Deus.

—>03-05-2013 – às 19:30h – Palestra do Prof. Flávio Scherer sobre os 7 (sete) eixos temáticos a serem debatidos – Local: Igreja de Deus.

—>08-05-2013 – Entrega à Secretaria Municipal de Educação, de Cronograma dos debates nas/pelas Instituições de Ensino;

—>29-05-2013 – CONAE Municipal -> Local a ser definido.

II – Objetivos:
Discutir os 7 (sete) eixos temáticos que compõem o Documento Referência para a CONAE 2014 para sugerir emendas:
—>1. Aditivas: quando acrescentam um termo ou parte, complementando o texto do parágrafo ou quando elabora uma nova proposta ao Documento-Referência;
—>2. Supressivas: (parciais ou totais) –quando é proposta a supressão de uma parte ou de todo o parágrafo;
—>3. Substitutivas: quando substitui um termo ou parte do parágrafo.
Como pode ser observado, é um trabalho para ser feito com algum tempo para leitura, compreensão, debate e composição de emendas, se necessário, diante de tudo o que já foi “construído” a partir do Plano Nacional de Educação e da CONAE I, descrito no Documento Referência para a CONAE 2014.

Documentos colocados no Blog

Reunião com Direção do Nufope, na Unioeste.

Aconteceu na tarde de hoje reunião em que pude informar à direção do Nufope local, representado por sua Coordenadora, a profa. Dra. Rita Maria Decarli Bottega. Convidadas, estiverem também presentes a professora Dra. Ivonete Pereira, assessora pedagógica do Campus de Marechal Cândido Rondon, e a Profa. Dra. Terezinha Correa Lindino, especialista em Políticas Públicas, vinculada à área de de Fundamentos da Educação (CCHEL) e que, em conjunto com a profa. Rita Bottega, é responsável pelo Grupo de Estudo e Pesquisas em Formação de Professores (GEPEFOP).
Nessa reunião foram acordados encaminhamentos junto à direção do Campus visando convocar reunião com repesentantes de todos os Centros, para o dia 30 de Abril 2013.

Da esquerda para a direita, professores Osnir Pereira Barbosa, Terezinha Correa Lindino, Ivonete Pereira e Rita Maria de Carli Bottega

Da esquerda para a direita, professores Osnir Pereira Barbosa, Terezinha Correa Lindino, Ivonete Pereira e Rita Maria de Carli Bottega

Reunião da SMED com Diretores de Escolas Municipais e Estaduais

Aconteceu na tarde de hoje, às 14:00 horas na prefeitura do Município a reunião já prevista com diretores das Escolas, visando a mobilização para as conferências livres nas Instituições. Foram convocados Diretores de todas as escolas Municipais e Estaduais. Todas estiveram representadas.

Dessa reunião foram tiradas algumas definições importantes para a Conferência Municipal:

1.Ficaram definidas as datas de 3 de maio, para a palestra com o prof. Flávio Scherer, às 19:30, na Igreja de Deus;

2.No mesmo dia, às 18:30h (uma hora antes da palestra) o prof. Flávio Scherer se encontrará com a comissão para encaminhamentos;

3.foi definidia a data de 08/05/2013 para entregar à Secretaria do Município o cronograma com as datas escolhidas pelas escolas/Instituições para acontecerem as Conferências Livres. O tempo escoa rápido e nos pressiona. Ainda sobre a palestra, o prof. Flávio Scherer teria informado que versará sobre os 7 (sete) eixos, mas, seguindo orientação (?) do MEC, dará ênfase em apenas 2 ou 3 (?);

Para essa palestra com o prof. Flávio Scherer, existindo consenso de que devemos nos mobilizar, mais professores e alunos devem ser incentivados a ir.

Formada Comissão Municipal – Primeira Reunião

Realizada, na tarde desta quinta-feira, no auditório da Prefeitura Municipal de Marechal Cândido Rondon-PR, a primeira reunião da comissão que irá realizar a Conferência Municipal de Educação visando as Conferência Nacional, a II CONAE 2014. Sob a coordenação da Secretaria Municipal de Educação, foram debatidos e definidos critérios para a ralização das Conferências Livres pelas instituições de ensino e demais representadas.

Para representar o campus de Marechal Cândido Rondon, foram indicados (conforme solicitação da SMED) um profissional e um discente: O professor Osnir Pereira Barbosa, vinculado à área de Fundamentos da Educação (CCHEL) e a aluna Luciana Bonfim, acadêmica do 4º ano de Letras e ex-membro do CA. contou com a participação de outros representantes das esferas municipal e estadual de Educação, além de professores, diretores e também representantes de outras instituições sociais, como prevê o Texto orientador da CONAE para 2014, preparado pelo Governo do Estado do PR neste mês de março último.

Trata-se de iniciativa do Governo Federal que visa discutir a Educação e formular (?) a Política de Educação Nacional cujo documento referencial deverá sair da Conferência Nacional em 2014, a partir de etapas preparatórias que compreendem conferências livres, municipais e/ou intermunicipais, estaduais, e também do Distrito Federal, as quais deveriam ocorrer entre 2012 e 2013 (conforme Regimento CONAE 2014, pg. 3).

No caso dos municípios paranaenses, o Governo do Estado do PR liberou o documento orientador somente agora e aguarda o resultado das discussões até o mês de Junho 2013, o que dificulta discussões profundas sobre os 7 (sete) Eixos temáticos propostos para a Conferência Nacional, sobretudo pela necessidade de que todas as esferas sociais tenham conhecimento do que ocorreu e que já foi previamente definido na primeira Conferência (CONAE I), para, daquele ponto em diante, debater e enviar ao Governo do Estado um documento “amadurecido” sobre os princípios comuns de atendimento às necessidades de toda a sociedade paranaense, e no final, de todo o país.

Nessa reunião da qual participamos, Luciana e eu, saíram as seguintes definições:

1. Acontecerá no dia 23 de Abril, reunião com diretores das escolas estaduais, às 14:00 horas, para que todos estejam inteirados de que deverão incentivar e dar suporte às conferências Livres que acontecerão nas escolas/Instituições, à “toque-de-caixa”,para que até o dia 29 de maio (previsão inicial) possa ser realizada a CONAE municipal;

2. Acontecerá até o dia 3 de Maio (data estimada) uma palestra realizada pelo prof. Flávio Scherer, que foi convidado a falar sobre os 7 (sete) eixos temáticos da CONAE e sobre o que já foi discutido e estabelecido a partir da Primeira Conferência;

3. Entre a data dessa palestra/Debate com o prof. Flávio Scherer, até o dia 29 de Maio de 2013 (data estimada), as instituições de Ensino e demais representações citadas no Texto Orientador da CONAE 2014, deverão debater internamente e sugerir formalmente, a partir desses 7 (eixos) temáticos, propostas para implementação da Política Nacional de Educação que serão levados para a CONAE Estadual e depois para a FEDERAL (casos mantidas!);

4. Acontecerá no dia 29 de Maio (data estimada) a Conferência Municipal, sob a “batuta” da Secretaria de Educação do Município, definindo-se o conjunto de sugestões para o Debate em Curitiba, na CONAE Estadual.

Neste ponto, antes da reunião do dia 29 de Maio, entra (além da representação na comissão que realiza a CONAE Municipal) o que precisamos fazer: Deflagrar um debate na Unioeste ao redor dos 7 (sete) eixos temáticos para tentar obter propostas para a Política Nacional de Educação.

Muita gente, não sem razão, questionará sobre o valor disto tudo, dada a aparência de simulacro de democracia que isto apresenta, principalmente por conta da “desmobilização” que a urgência das datas impõe diante do grande número de coisas cotidianas a fazer.

Que atitude tomar diante dessa urgência toda? Mesmo considerando que poderíamos não fazer nada, em protesto documentado ao Governo do Estado diante desta forma de condução democrática ditada pelo “tic-tac” do relógio, talvez este possa ser também um momento de incentivo à politização, discutindo o assunto e tentando formular um conjunto de emendas.

No mínimo precisaríamos de mais tempo para um debate sério e consistente, além da garantia de que no final tudo não fosse substituído por um documento elaborado por qualquer iniciativa política unilateral, como foi como a LDB 9394/96, solapando descaradamente iniciativas democráticas, deixando-nos com o gosto amargo do ludíbrio e da zombaria, em todo caso…